quinta-feira, 19 de julho de 2012

1st round: A justiça deste país

Estou desempregada.
Pelo código de trabalho, lei Y, Art. X, o meu despedimento é ilegal. E como tal quero os meus direitos, tudo a que tenho direito. A entidade patronal está a cagar-se que é o que sabem fazer de melhor.
Fui ao ACT (autoridade para as condições de trabalho) informar-me dos meus direitos e deveres e fui muito bem atendida, duas senhoras das 2 vezes que lá fui. Impecáveis, explicaram tudo direitinho e sem papas na língua. Encaminharam-me para o Tdt (tribunal de trabalho) para fazer uma queixa. E aí é que o caldo entornou. Chegada lá, fui despachada em 10m por um senhor que nem sequer olhou para mim enquanto falava. Deu uma vista de olhos pela minha carta de despedimento e disse-me, relativizando a coisa, para esperar que me pagassem tudo e se, a empresa não pagar para lá ir na 2ª quinzena de Setembro. DESCULPE?! SETEMBRO??!
Fiquei tão perplexa com aquela resposta que não sabia se havia de chorar ou de rir!
Respondi que se estava lá, é porque a empresa não pagou até agora, no final de contas já se passou 2 semanas e até agora nada. Como vou esperar e viver até Setembro? Como vou pagar as minhas despesas que estão a bater no tecto?? Vou para o olho da rua porque não tenho dinheiro para pagar as minhas dívidas?? Esperar até Setembro, é so isso que a justiça deste país me tem a dizer??? Resposta do senhor: "Menina, o tribunal fecha em Agosto para férias por isso só em Setembro é que pode vir cá. Não a posso ajudar mais." - "Obrigada por nada!"

E é assim a justiça de MERDA deste país.


Amanhã vou ao Sindicato dos Trabalhadores. Espero sair de lá com uma resposta diferente que a do Tribunal de Trabalho!

1 comentário:

  1. enfim...n sei como isto é possivel..que país...

    Paulinha

    ResponderEliminar